Pesquisar este blog

Carregando...
Lei sobre direito autoral (9610/98)
Capítulo IV
Das Limitações aos Direitos Autorais

Art. 46. Não constitui ofensa aos direitos autorais:

III - a citação em livros, jornais, revistas ou qualquer outro meio de comunicação, de passagens de qualquer obra, para fins de estudo, crítica ou polêmica, na medida justificada para o fim a atingir, indicando-se o nome do autor e a origem da obra;

sexta-feira, 25 de março de 2016

Como Deus encara a Guerra- uma resposta às Testemunhas de Jeová

Veja:
o texto das Testemunhas de jeová em preto 
a resposta em vermelho:

"...O fato de Deus guerrear contra os egípcios mostra que ele não se opõe a todo tipo de guerra. Em algumas situações, ele autorizou seu povo Israel a travar guerras. Por exemplo, ele ordenou que os israelitas guerreassem contra os cananeus, que eram extremamente perversos. (Deuteronômio 9:5; 20:17, 18) Também mandou Davi, o rei de Israel, guerrear contra os opressivos filisteus. Deus até mesmo deu a Davi uma estratégia de guerra que garantiria a vitória. — 2 Samuel 5:17-25.
Esses relatos bíblicos revelam que, dependendo da maldade e da opressão que ameaçavam os israelitas, Deus autorizava a guerra para proteger seu povo e preservar a adoração verdadeira. Mas observe três pontos importantes sobre essas guerras ordenadas por Deus.
  1. APENAS DEUS DETERMINAVA QUEM PARTICIPARIA NA GUERRA. Em certa ocasião, Deus disse aos israelitas: “Vocês não terão de lutar nesta batalha.” Por quê? O próprio Deus guerrearia em favor deles. (2 Crônicas 20:17; 32:7, 8) Ele fez isso muitas vezes, como no caso mencionado no início deste artigo. Em outros casos, Deus ordenou que seu povo no Israel antigo travasse guerras que ele aprovava, isto é, guerras que envolviam conquistar e defender a Terra Prometida. — Deuteronômio 7:1, 2;Josué 10:40.
Resposta:
Errado.
Deus aprova as guerras justas. Dentre elas estão a da conquista da terra prometida.
Mas nem toda guerra justa  foi ordenada  por Deus:
Vejamos o caso de Abraão e Ló

1 ¶ Sucedeu naquele tempo que Anrafel, rei de Sinar, Arioque, rei de Elasar, Quedorlaomer, rei de Elão, e Tidal, rei de Goim,

2  fizeram guerra contra Bera, rei de Sodoma, contra Birsa, rei de Gomorra, contra Sinabe, rei de Admá, contra Semeber, rei de Zeboim, e contra o rei de Bela (esta é Zoar).
3  Todos estes se ajuntaram no vale de Sidim (que é o mar Salgado).
4  Doze anos serviram a Quedorlaomer, porém no décimo terceiro se rebelaram.
5  Ao décimo quarto ano, veio Quedorlaomer e os reis que estavam com ele e feriram aos refains em Asterote-Carnaim, e aos zuzins em Hã, e aos emins em Savé-Quiriataim,
6  e aos horeus no seu monte Seir, até El-Parã, que está junto ao deserto.
7  De volta passaram em En-Mispate (que é Cades) e feriram toda a terra dos amalequitas e dos amorreus, que habitavam em Hazazom-Tamar.
8  Então, saíram os reis de Sodoma, de Gomorra, de Admá, de Zeboim e de Bela (esta é Zoar) e se ordenaram e levantaram batalha contra eles no vale de Sidim,
9  contra Quedorlaomer, rei de Elão, contra Tidal, rei de Goim, contra Anrafel, rei de Sinar, contra Arioque, rei de Elasar: quatro reis contra cinco.
10  Ora, o vale de Sidim estava cheio de poços de betume; os reis de Sodoma e de Gomorra fugiram; alguns caíram neles, e os restantes fugiram para um monte.
11  Tomaram, pois, todos os bens de Sodoma e de Gomorra e todo o seu mantimento e se foram.
12  Apossaram-se também de Ló, filho do irmão de Abrão, que morava em Sodoma, e dos seus bens e partiram.
13 ¶ Porém veio um, que escapara, e o contou a Abrão, o hebreu; este habitava junto dos carvalhais de Manre, o amorreu, irmão de Escol e de Aner, os quais eram aliados de Abrão.
14  Ouvindo Abrão que seu sobrinho estava preso, fez sair trezentos e dezoito homens dos mais capazes, nascidos em sua casa, e os perseguiu até Dã.
15  E, repartidos contra eles de noite, ele e os seus homens, feriu-os e os perseguiu até Hobá, que fica à esquerda de Damasco.
16  Trouxe de novo todos os bens, e também a Ló, seu sobrinho, os bens dele, e ainda as mulheres, e o povo.
17 ¶ Após voltar Abrão de ferir a Quedorlaomer e aos reis que estavam com ele, saiu-lhe ao encontro o rei de Sodoma no vale de Savé, que é o vale do Rei.
18  Melquisedeque, rei de Salém, trouxe pão e vinho; era sacerdote do Deus Altíssimo;
19  abençoou ele a Abrão e disse: Bendito seja Abrão pelo Deus Altíssimo, que possui os céus e a terra;
20  e bendito seja o Deus Altíssimo, que entregou os teus adversários nas tuas mãos. E de tudo lhe deu Abrão o dízimo.
21 ¶ Então, disse o rei de Sodoma a Abrão: Dá-me as pessoas, e os bens ficarão contigo.
22  Mas Abrão lhe respondeu: Levanto a mão ao SENHOR, o Deus Altíssimo, o que possui os céus e a terra,
23  e juro que nada tomarei de tudo o que te pertence, nem um fio, nem uma correia de sandália, para que não digas: Eu enriqueci a Abrão;



  1. APENAS DEUS DETERMINAVA QUANDO UMA GUERRA ACONTECERIA. Os servos de Deus deviam esperar pacientemente o tempo determinado por Deus para lutar contra a opressão e a maldade em  volta deles. Até que esse tempo chegasse, não deviam decidir por conta própria começar uma guerra. Quando faziam isso, eles pediam a aprovação de Deus. Na verdade, a Bíblia mostra que, quando os israelitas decidiam lutar numa guerra que não tinha sido autorizada por Deus, os resultados eram desastrosos. *
Resposta:
Abrão decidiu por si, obviamente por se tratar de uma guerra justa, quando e como agiria para resgatar seu sobrinho
Gn 114:14  Ouvindo Abrão que seu sobrinho estava preso, fez sair trezentos e dezoito homens dos mais capazes, nascidos em sua casa, e os perseguiu até Dã.
15  E, repartidos contra eles de noite, ele e os seus homens, feriu-os e os perseguiu até Hobá, que fica à esquerda de Damasco.



  1. Raabe e sua família no meio das ruínas de Jericó



    Embora tenha guerreado contra os cananeus, Deus poupou alguns, como Raabe e sua família

  2. DEUS NÃO TEM PRAZER NA MORTE DOS HUMANOS, INCLUINDO DOS MAUS. Jeová Deus é a Fonte da vida e o Criador da humanidade. (Salmo 36:9) Por isso, ele não deseja que ninguém morra. Mas infelizmente existem pessoas perversas que oprimem e até mesmo matam outras pessoas. (Salmo 37:12, 14) Para impedir o avanço desse tipo de maldade, Deus às vezes autorizava guerras contra os perversos. Mesmo assim, durante o tempo em que ordenou que os israelitas travassem batalhas, ele foi “misericordioso” e “paciente” com os opressores de seu povo. (Salmo 86:15) Por exemplo, ele decretou que, antes de atacarem uma cidade, os israelitas deviam “anunciar termos de paz” para dar aos habitantes uma oportunidade de mudar de atitude e evitar a guerra. (Deuteronômio 20:10-13) Dessa forma, Deus mostrou que ‘não tem prazer na morte de quem é mau, mas sim em que a pessoa má mude seu caminho e continue viva’. — Ezequiel 33:11, 14-16.
Conforme vimos, nos tempos antigos Deus encarava a guerra como um meio legítimo para acabar com várias formas de opressão e maldade. Mas era Deus — não os humanos — que, com razão, decidia quando uma guerra aconteceria e quem estaria envolvido nela. E será que Deus sentia prazer nessas guerras? Pelo contrário! Ele odeia a violência. (Salmo 11:5) Será que o ponto de vista de Deus sobre a guerra mudou quando seu Filho, Jesus Cristo, começou seu ministério no primeiro século?http://www.jw.org/pt/publicacoes/revistas/wp20151101/guerras-na-biblia/
Resposta:
Como visto acima quando se trata de guerra justa não é preciso que Deus de uma orientação específica sobre isso


domingo, 7 de fevereiro de 2016

Esperança celestial, 144000, morar no céu ou na Terra?

A esperança Celestial
             
 As Testemunhas de Jeová ensinam que apenas 144.000 pessoas vão para o Céu e que o restante deles viverão na Terra para sempre, tendo filhos, vivendo como Adão e Eva no Paraíso.
  Até 1923  eles ensinavam que todos os salvos iriam morar no Céu, porém depois passou a ensinar a esperança para a “Grande Multidão” na terra paradisíaca (Revelação- Seu grandioso Clímax Está Próximo, p.120, 1989).

 Dizem que a classe dos 144.000 começou com os apóstolos e que em 1998, participaram da comemoração [Santa Ceia] 8756, sendo este o número desta classe vivos (Anuário das TJ de 1999, p. 31). 

Veja o que diz A Sentinela, 01/02/82, p.28 da edição norte americana : “ a esperança celestial foi mantida, realçada e enfatizada até perto do ano de 1935. Então, ‘uma luz brilhou’ para revelar claramente a identidade da ‘grande multidão’ de Ap7:9, a ênfase então começou a ser dada na esperança terrena.”  

Veja também o que diz o livro ‘Unidos na Adoração ao único Deus Verdadeiro’, 1983, p.59  “Também, especialmente desde 1935 EC, a longaminidade de Jeová tornou possível o ajuntamento de uma ‘grande multidão’ dentre todas as nações, visando a  sua salvação” 

O livro ‘Riquezas’, 1936 na p. 304, diz: “O povo de Deus entendeu, por muitos anos, que a grande multidão era constituída de pessoas geradas do espírito, mas dispersas entre as igrejas nominais ou sistemas religiosos, e aí detidas como pioneiras, de onde, com grande tribulação e sofrimento teriam de sair e juntar-se com o Senhor.”
             

 O Céu é para todos

A) A Bíblia sempre nos ensinou sobre a esperança celestial (Abel, Enoque, Abraão, Isaque, Jacó)  em Hb 11:13-16; a cidade preparada refere-se a Nova Jerusalém Celestial (Ap 21 e 22; Hb 12:22). Eles ao morrer iam ao paraíso do hades, e depois da ressurreição foram transportados ao céu! http://testemunhasdejeovarefutadas.blogspot.com.br/2013/07/estudo-sobre-o-inferno.html

B) O  Sl 15 e 24 referem-se ao “Monte do Senhor”, “Santo Lugar”, isto é, o Céu (Ez 28:14,16; Ap 14:1; Hb 12:22 ).

C) Enoque e Elias não morreram, Deus os tomou para si (Hb 11:5; Gn 5:24), foram para o céu transformados I Co 15 . A carta escrita por Elias foi escrita antes do seu arrebatamento para Deus (II Rs 2:11; II Cr 2:1:12 ). Estes foram os dois únicos homens a irem para o Céu antes da morte de Cristo.

D) Jo 3:13 são as palavras de Cristo a Nicodemos para dizer que ninguém havia subido ao céu para conhecer as coisas celestiais para delas falar (Jo 3: 11,12), somente Ele veio do céu e de elá sabe perfeitamente (Jo 3:31; Jo 1:14), isto é, ninguém é maior autoridade do que Ele no que diz respeito às coisas celestiais, assim Nicodemos poderia acreditar em Cristo. Desta forma percebemos que trata-se de uma declaração de Cristo para convencer a Nicodemos a crer Nele (Jo 3:4 ). Em Jo 3:13 não nos permite considerar que Elias e Enoque não foram para o 3° Céu descrito em 2 Co 12:2,4; 
Jo 3:31  Quem vem das alturas certamente está acima de todos; quem vem da terra é terreno e fala da terra; quem veio do céu está acima de todos
32  e testifica o que tem visto e ouvido; contudo, ninguém aceita o seu testemunho.

Jo 3:10  Tu és mestre em Israel e não compreendes estas coisas?
11  Em verdade, em verdade te digo que nós dizemos o que sabemos e testificamos o que temos visto; contudo, não aceitais o nosso testemunho.
12  Se, tratando de coisas terrenas, não me credes, como crereis, se vos falar das celestiais?

13  Ora, ninguém subiu ao céu, senão aquele que de lá desceu, a saber, o Filho do Homem

E) As “outras ovelhas” de  Jo 10:16 não se referem a multidão paradisíaca que vai morar na Terra, em oposição aos 144.000 que morarão no Céu. Refere-se aos Gentios ( Ef 2:11-13, 19; Jo 11:52; Ef 3:6 ).

F) A “Grande Multidão” de  Ap 7:9-15 está “diante do Trono” no Céu  Ap 19:1. Veja as expressões em relação ao trono de Deus no céu (Ap 4:3-5; 7:9,11,15,17; 8:2, 4 ) assim como os 144.000 em  Ap 14:1,3. Portanto não significa que “todas as coisas estão diante do trono de Deus”, como argumentam as Testemunhas de Jeová.

G) A esperança celestial é para todos os salvos (2 Co 5:1; Jo 14:2-3;  Jo 17:20,24; Fl 3:20; ITs 4:16-17; Ap 6:9-11; At 7:59 ).

H) Esses céus e essa terra passarão ( Sl 102:25-27; Hb 1:10-12; Is 34:4; Is 51:6; Mc 13:31; II Pe 3: 10-12 ) e haverá novos céus e nova terra ( Ap 21; Is 65:17; Is 66:22; II Pe 3:13 ) e será tudo novo ( Ap 21:5 ).

I) A Nova Jerusalém Celestial ( HB 11:13-16; Hb 12:22) na qual está o trono de Deus ( Ap 22:3 ) é a eterna morada dos salvos ( Hb 11:16; Ap 21:22-27; Ap 22:1,3-5 )

J) Em  Sl 37:9,11,29 e em  Mt 5:5 encontramos referência a Nova Terra sobre a qual descerá a Nova Jerusalém Celestial ( Ap 21:1-2 ). Portanto na restauração final, o céu[como habitação de Deus] e a Terra serão o mesmo local; pois o Deus trino estará conosco sobre a Terra.(Ef 1:9-10; Ap21:3; Ap22:3-5. O Justo herdará todas as coisas ( Ap 21:7; I Co 2:9-10; Hb 1:2 ) e não somente a Nova Terra. Interessante é que Pv 2:21; Sl 37:29; Mt 5:5 diz que todos os justos, integros , mansos herdarão a Terra, mas não são porventura os 144.000 também assim? pergunte às TJ.

L) As Testemunhas de Jeová afirmam que os 144.000 não podem ser o judeus naturais, pois a listagem de  Ap 7:4-8 não é a costumeira “listagem tribal”. Não existe a costumeira listagem ( Gn 49:1-28; Ex 1:2-4, Dt 27:12-13; Nm 2:1-34; Nm 13:4-15 ). Dizem ainda que Levi não é tribo ( Gn 49:5,28; Dt 27:12, Nm 1:49;Nm 3:6; Nm 18:2 ), interpretam os números como sendo literais, mas não as tribos. Baseado em Lc 12:32 dizem que os que vão morar no céu é o pequeno rebanho de 144.000; porém Jesus disse isso porque o número de seus verdadeiros seguidores era pequeno naquela época Jo 6:26, 60-65.
Alguns estudiosos afirmam que os 144.00 são judeus naturais descendentes das 12 tribos citadas que se converterão na grande tribulação, pois a Igreja nunca é citada como tendo 12 tribos, somente os judeus ( Lc 22:30; At 26:7; Tg 1:1; Lc 2:36 ). Essa interpretação admite a interpretação literal dos 144.000 descendentes dos judeus, ou seja 12.000 de cada tribo para uma missão mundial de evangelismo ( Is 66:19 ). Outros admitem ser os 144.000 primícias de um grande avivamento final ( Ap 7:9 ), o verdadeiro Israel de Deus (Rm 9:6-8 ), apesar da Igreja não ser chamada de filha de Israel e não ser dividida em tribos; esta última interpretação encara os 144.000 como um n° simbólico.



M) Outra heresia é dizer que apenas os 144.000 precisam nascer de novo Jo 3:3,5. Afirmam que é possível alguém ter  o Espírito Santo sem nascer de novo, para sustentar tal ensinamento citam João Batista que foi cheio do Espírito desde o ventre, porém isto aconteceu antes do ministério de Jesus. Somente depois do ministério de Cristo é que as pessoas precisam nascer de novo para ter o Espírito, e o novo nascimento não envolve o fato de ser batizado nas águas, como afirmam as TJ, nascer da água é nascer da Palavra de Deus Jo 15:3; I Pe 1:23 e nascer do Espírito é ser transformado pela habitação do Espírito em nós Tt 3:5. Um outro ponto a destacar é que a TNM diz que “A menos que alguém nasça de novo, não pode ver o reino de Deus” e o v. 5 diz não pode entrar no reino de Deus”; como porém ensinam que os 144.000 reinarão sobre a grande multidão de salvos sobre a Terra? Estas expressões equivalem a ser salvo, compare com Gl 5:19-21; I Co 6:9; I Co 15:50; Ef 5:5. Jesus disse que quem não entrar no reino de Deus será jogado no ‘inferno’[geena]  Mc 9:47. 


sábado, 15 de agosto de 2015

Como identificar a religião verdadeira?

Direto do site das Testemunhas de Jeová:

COMO IDENTIFICAR A RELIGIÃO VERDADEIRA

5. Como podemos reconhecer os que praticam a religião verdadeira?
Como se pode encontrar a ‘estrada da vida’? Jesus disse que a religião verdadeira ficaria evidente na vida das  pessoas que a praticassem. “Pelos seus frutos vocês os reconhecerão”, disse ele. “Toda árvore boa produz fruto bom.” (Mateus 7:16, 17) Em outras palavras, os que praticam a religião verdadeira seriam reconhecidos pelas suas crenças e pela sua conduta. Embora sejam imperfeitos e cometam erros, os adoradores verdadeiros, como grupo, procuram fazer a vontade de Deus. Vamos considerar seis aspectos que identificam os que praticam a religião verdadeira.
6, 7. Como os servos de Deus consideram a Bíblia, e que exemplo Jesus deu nesse respeito?
Os servos de Deus baseiam seus ensinos na Bíblia. A própria Bíblia diz: “Toda a Escritura é inspirada por Deus e proveitosa para ensinar, para repreender, para endireitar as coisas, para disciplinar em justiça, a fim de que o homem [ou a mulher] de Deus seja plenamente competente, completamente equipado para toda boa obra.” (2 Timóteo 3:16, 17) O apóstolo Paulo escreveu aos companheiros cristãos: “Quando receberam a palavra de Deus, que ouviram de nós, vocês a aceitaram não como a palavra de homens, mas pelo que ela realmente é, a palavra de Deus.” (1 Tessalonicenses 2:13) Assim, as crenças e as práticas da religião verdadeira não se baseiam em conceitos humanos nem em tradições. Elas se originam da Palavra inspirada de Deus, a Bíblia.

Resposta:

1- O nome Jeová é um nome que foi criado na idade média, não é um nome que consta nos originais. e´uma genuína tradição humana 
“De fato, conhecer tal nome é necessário para a salvação conforme diz a Bíblia: ‘Pois todo aquele que invocar o nome de Jeová será salvo.’...(Poderá Viver Para Sempre no Paraíso na Terra, 1989, p. 185)  http://testemunhasdejeovarefutadas.blogspot.com.br/2013/03/jeova-apelido-de-deus.html

2-A proibição de uso de frações sanguíneas não é baseada na bíblia e a proibição da transfusão é uma má interpretação desta 
"Atualmente as Testemunhas de Jeová permitem o uso de componentes sangüíneos como: albumina, imunoglobulinas, e preparados para hemofílicos. Proíbem a estocagem (mesmo que seja de seu próprio sangue) e uso de outros componentes sangüíneos como: plaquetas, plasma, glóbulos vermelhos e glóbulos brancos" (Como indicado no livro “Como pode o sangue salvar a sua vida?” pg. 27, STVBT, 1990).

3-Ensinam que para alguém ser salvo deve pertencer à organização das TJ: “Você precisa pertencer à organização de Jeová e fazer a vontade de Deus a fim de receber a sua bênção de vida eterna”(Poderá Viver Para Sempre no Paraíso na Terra , p. 255). 
A Sentinela 01/08/82, pág. 27 diz:   "A menos que estejamos em contato com este canal de comunicação usado por Deus, não avançaremos na estrada da vida, não importa o quanto leiamos a Bíblia."
Contudo a salvação está em Jesus Jo 14:6. A arca de Noé representa Jesus Cristo e não uma organização religiosa. 

Jesus Cristo deu o exemplo correto por basear seus ensinos na Palavra de Deus. Em oração a seu Pai celestial, ele disse: “A tua palavra é a verdade.” (João 17:17) Jesus acreditava na Palavra de Deus, e tudo o que ele ensinava se harmonizava com as Escrituras. Ele disse muitas vezes: “Está escrito.” (Mateus 4:4, 7, 10) Em seguida, citava um trecho das Escrituras. Assim também hoje, os servos de Deus não ensinam suas próprias ideias. Eles acreditam que a Bíblia é a Palavra de Deus e baseiam seus ensinos firmemente no que ela diz.
Resposta:

1-Ensinam que o Espírito Santo não é um espírito e sim uma força.

2-Ensinam que o Corpo Governante é composto por um grupo pequeno de pessoas que fornece a interpretação da Palavra de Deus por meio de livros, revistas, etc, baseado em At 15. Mas este texto fala de decisões tomadas com toda a congregação: 
“Para agradarmos à Jeová, temos de aceitar a instrução que ele provê por meio deste canal e agir em plena harmonia com ela” (Unidos na Adoração do Único Deus Verdadeiro,1983, p. 120.
At 15:22 ¶ Então, pareceu bem aos apóstolos e aos presbíteros, com toda a igreja, tendo elegido homens dentre eles, enviá-los, juntamente com Paulo e Barnabé, a Antioquia: foram Judas, chamado Barsabás, e Silas, homens notáveis entre os irmãos,
Além disso nesta época não Havia ainda o Novo Testamento!!

3-Ensinam  o Henoteísmo, a existência de vários deuses e adoração de apenas um, que Jesus é um deus como o diabo é um deus. Mas o diabo é um deus falso!! Só há um Deus verdadeiro. Seria Jesus um deus falso? ou o Deus verdadeiro

4-Acreditam que Deus não é onipresente pelo fato da bíblia citar um trono, mas se esquecem de outras passagens
Salmos 139:8  Se subo aos céus, lá estás; se faço a minha cama no mais profundo abismo, lá estás também;

Jeremias 23:24  Ocultar-se-ia alguém em esconderijos, de modo que eu não o veja? —diz o SENHOR; porventura, não encho eu os céus e a terra? —diz o SENHOR.
1 Reis 8:27  Mas, de fato, habitaria Deus na terra? Eis que os céus e até o céu dos céus não te podem conter, quanto menos esta casa que eu edifiquei.


5- Acreditam que Deus não é onisciente baseada numa lógica errada e contrária à bíblia http://testemunhasdejeovarefutadas.blogspot.com.br/2015/03/deus-e-onisciente-ou-usa-seletivamente.html

6-Acreditam como os gnósticos e platonicos que Deus não se envole com a matéria de modo que usou uma espécie de demiurgo, Jesus Cristo para criar este mundo. e nas passagens que fala de Deus e manifestando aos homens eram apenas anjos, pois o céu ficaria vazio!!
Gn 18:1 ¶ Apareceu o SENHOR a Abraão nos carvalhais de Manre, quando ele estava assentado à entrada da tenda, no maior calor do dia.
2  Levantou ele os olhos, olhou, e eis três homens de pé em frente dele. Vendo-os, correu da porta da tenda ao seu encontro, prostrou-se em terra
3  e disse: Senhor meu, se acho mercê em tua presença, rogo-te que não passes do teu servo;
4  traga-se um pouco de água, lavai os pés e repousai debaixo desta árvore;
5  trarei um bocado de pão; refazei as vossas forças, visto que chegastes até vosso servo; depois, seguireis avante. Responderam: Faze como disseste.
6  Apressou-se, pois, Abraão para a tenda de Sara e lhe disse: Amassa depressa três medidas de flor de farinha e faze pão assado ao borralho.
7  Abraão, por sua vez, correu ao gado, tomou um novilho, tenro e bom, e deu-o ao criado, que se apressou em prepará-lo.
8  Tomou também coalhada e leite e o novilho que mandara preparar e pôs tudo diante deles; e permaneceu de pé junto a eles debaixo da árvore; e eles comeram.
13  Disse o SENHOR a Abraão: Por que se riu Sara, dizendo: Será verdade que darei ainda à luz, sendo velha?

Ex 33:20  E acrescentou: Não me poderás ver a face, porquanto homem nenhum verá a minha face e viverá.
21  Disse mais o SENHOR: Eis aqui um lugar junto a mim; e tu estarás sobre a penha.
22  Quando passar a minha glória, eu te porei numa fenda da penha e com a mão te cobrirei, até que eu tenha passado.
23  Depois, em tirando eu a mão, tu me verás pelas costas; mas a minha face não se verá.


7- Ensinam que quando um homem mata outro, sua alma morre, ao contrário da bíblia
Mt 10:28  Não temais os que matam o corpo e não podem matar a alma; temei, antes, aquele que pode fazer perecer no inferno tanto a alma como o corpo.

8- Ensinam que Jesus não é divino (Deus) e até fazem acréscimos ao texto bíblico 

9-Ensinam que algumas pessoas não vão ressuscitar, ao contrário da bíblia e algumas terão uma segunda oportunidade
Para descobrir isso, Jesus ressuscitará esse homem injusto, bem como bilhões de outros que morreram na ignorância. Por  exemplo, nos séc. passados morreram muitas pessoas que não sabiam ler e que nunca viram uma Bíblia. Mas serão ressuscitadas no Seol, ou Hades. Daí, no paraíso terrestre, a vontade de Deus lhes será  ensinada, e por fazerem a vontade de Deus terão a oportunidade de provar que realmente o amam.”(Poderá Viver para Sempre no Paraíso na Terra, p. 171)

  • Bíblia fala que os homens são indesculpáveis diante de Deus, pois as coisas criadas revelam Deus Rm 1:18-21,28 
  •  a Bíblia diz que aqueles que sem lei pecaram, sem lei perecerão Rm 2:12 
  •  aqueles que não conheciam a Palavra de Deus tinham a lei de Deus em seus corações, e assim são julgados; evidentemente os que se arrependem enquanto ainda vivos são salvos Rm 2:14-16. 
  • Também a Bíblia diz que os homens que vivem na prática do pecado não herdarão o reino de Deus Gl 5:19-21; I Co 6:9-11, etc. Por outro lado todos aqueles que estão no ‘hades’ serão ressuscitados para o julgamento segundo as suas obras [que não salvam Ef 2:8-9] Ap 20:11-15 e isto ocorrerá após os mil anos.
  • todos serão ressuscitados:

Jo 5:28  Não vos maravilheis disto, porque vem a hora em que todos os que se acham nos túmulos ouvirão a sua voz e sairão:
    29  os que tiverem feito o bem, para a ressurreição da vida; e os que tiverem praticado o mal, para a ressurreição do juízo.
    8. O que está envolvido em adorar a Jeová?
     Os que praticam a religião verdadeira adoram apenas a Jeová e divulgam seu nome. Jesus declarou: “Adore a Jeová, seu Deus, e preste serviço sagrado apenas a ele.” (Mateus 4:10) Assim, os servos de Deus não adoram a ninguém a não ser a Jeová. Essa adoração inclui informar às pessoas o nome do Deus verdadeiro e suas qualidades. O Salmo 83:18 diz: “Tu, cujo nome é Jeová, somente tu és o Altíssimo sobre toda a terra.” Jesus estabeleceu o modelo em ajudar outros a conhecer a Deus, como disse em oração: “Tornei o teu nome conhecido aos homens que me deste do mundo.” (João 17:6) De modo similar, os atuais adoradores verdadeiros ensinam outros a respeito do nome, dos propósitos e das qualidades de Deus.
    Resposta:
    9, 10. De que maneiras os cristãos verdadeiros mostram que têm amor entre si?
    Os do povo de Deus têm amor genuíno e altruísta entre si. Jesus disse: “Por meio disto todos saberão que vocês são meus discípulos: se tiverem amor entre si.” (João 13:35) Os primeiros cristãos tinham esse amor entre si. O amor baseado no temor a Deus vence barreiras raciais, sociais e nacionais e une as pessoas num inquebrantável vínculo de verdadeira fraternidade. (Leia Colossenses 3:14.) Os membros das religiões falsas não têm tal fraternidade amorosa. Como sabemos disso? Eles matam uns aos outros por causa de disputas nacionais ou étnicas. Os cristãos verdadeiros não pegam em armas para matar seus irmãos cristãos, ou quem quer que seja. A Bíblia diz: “Desta forma sabemos quem são os filhos de Deus e quem são os filhos do Diabo: aquele que não pratica a justiça não se origina de Deus, nem aquele que não ama o seu irmão. . . . Devemos amar uns aos outros; não como Caim, que se originou do Maligno e matou o seu irmão.” — 1 João 3:10-12; 4:20, 21.
    Resposta:
    1Naturalmente, o amor genuíno significa mais do que não matar outros. Com altruísmo, os cristãos verdadeiros 
     usam seu tempo, suas energias e seus recursos para ajudar e encorajar uns aos outros. (Hebreus 10:24, 25) Eles se ajudam mutuamente em tempos de aflição e são honestos nos seus tratos com outros. De fato, aplicam na vida o conselho bíblico de ‘fazer o bem a todos’. — Gálatas 6:10.
    Resposta:
    A posição pacifista  das Testemunhas de Jeová não permite que um policial mate um bandido que está fazendo uma chacina numa escola ou coisa parecida ver http://testemunhasdejeovarefutadas.blogspot.com.br/2013/03/servico-militar-e-os-primeiros-cristaos.html
    11. Por que é importante aceitar a Jesus Cristo como meio de Deus prover a salvação?
    11 Os cristãos verdadeiros aceitam a Jesus Cristo como meio de salvação provido por DeusA Bíblia diz: “Não há salvação em mais ninguém, pois não há outro nome debaixo do céu, que tenha sido dado aos homens, pelo qual devamos ser salvos.” (Atos 4:12) Como vimos no Capítulo 5, Jesus deu sua vida como resgate pelos humanos obedientes. (Mateus 20:28) Além disso, Jesus é o Rei designado de Deus no Reino celestial que governará a Terra. E Deus requer que obedeçamos a Jesus e coloquemos em prática seus ensinos, se desejamos a vida eterna. É por isso que a Bíblia diz: “Quem exerce fé no Filho tem vida eterna; quem desobedece ao Filho não verá a vida.” — João 3:36.
    12. O que envolve não fazer parte do mundo?
    12 Os adoradores verdadeiros não fazem parte do mundoQuando estava sendo julgado perante o governante romano Pilatos, Jesus disse: “Meu Reino não faz parte deste mundo.” (João 18:36) Não importa em que país vivam, os verdadeiros seguidores de Jesus são súditos de seu Reino celestial, mantendo assim estrita neutralidade nos assuntos políticos do mundo. Eles não participam nos seus conflitos. No entanto, os adoradores de Jeová não interferem na escolha de outros quanto a entrar num partido político, concorrer a um cargo ou votar. E, ao passo que os verdadeiros adoradores de Deus são neutros em assuntos políticos, são também obedientes às leis. Por quê? Porque a Palavra de Deus ordena que “estejam sujeitos às autoridades superiores” governamentais. (Romanos 13:1) Em caso de conflito entre o que Deus exige e o que determinado  sistema político exige, os adoradores verdadeiros seguem o exemplo dos apóstolos, que disseram: “Temos de obedecer a Deus como governante em vez de a homens.” — Atos 5:29; Marcos 12:17.
    Resposta:
    • A Bíblia realmente ensina que a humanidade “está sob o poder do malígno” I Jo 5:10 NVI, pois vivem sob o pecado Jo 8:34-44; 
    • contudo os cristãos autênticos não estão mais sob o poder de Satanás Ef 2:1-8; I Jo 5:18.
    • Satanás só atua naqueles que não se converteram, portanto não é incompatível um cristão ser político ou votar, antes a Bíblia ensina a orarmos por aqueles que estão investidos de autoridade 2 Tm 2:1-2 “para que tenhamos uma vida tranqüila e pacífica, com toda piedade e dignidade”, no verso seguinte Paulo diz que para que isto aconteça, tais “homens sejam salvos e cheguem ao pleno conhecimento da verdade” NVI .
    • José era primeiro ministro no Egito Gn 41:41-44 e também Daniel no império Babilônico Dn 2:48; 5:29 e Persa Dn 6:2; ambos exerceram cargos políticos sem se corromper.
    SE OMITIR COMO AS TESTEMUNMHAS DE JEOVÁ É DEIXAR AO CARGO DOS FILHOS DE MALÍGNO QUE FAÇAM LEIS INJUSTAS E FAÇAM O MAL.

    "AQUELE QUE PODE FAZER O BEM E NÃO FAZ ESSE PECA" Tiago 4:17

    13. Como os verdadeiros seguidores de Jesus consideram o Reino de Deus e, assim, que atitude adotam?
    13 Os verdadeiros seguidores de Jesus pregam que o Reino de Deus é a única esperança para a humanidade. Jesus predisse:  “Estas boas novas do Reino serão pregadas em toda a terra habitada, em testemunho a todas as nações, e então virá o fim.” (Mateus 24:14) Em vez de incentivar as pessoas a recorrer a governantes humanos para resolver seus problemas, os verdadeiros seguidores de Jesus Cristo proclamam o Reino celestial de Deus como única esperança para a humanidade. (Salmo 146:3) Jesus nos ensinou a orar por esse governo perfeito quando disse: “Venha o teu Reino. Seja feita a tua vontade, como no céu, assim também na terra.” (Mateus 6:10) A Palavra de Deus predisse que esse Reino celestial “vai esmigalhar e pôr um fim a todos esses reinos, e somente ele permanecerá para sempre”. — Daniel 2:44; Apocalipse 16:14; 19:19-21.

    Resposta:

    1-A bíblia nos ensina sim a ter expectativas positivas por meio da conversão dos governantes

    2 Tm 2:1-2 “para que tenhamos uma vida tranqüila e pacífica, com toda piedade e dignidade”,

    14. Na sua opinião, que grupo religioso cumpre os requisitos da adoração verdadeira?
    14 À base do que acabamos de considerar, pergunte-se: ‘Que grupo religioso baseia todos os seus ensinos na Bíblia e torna conhecido o nome de Jeová? Que grupo pratica o amor baseado em normas divinas, exerce fé em Jesus, não faz parte do mundo e proclama o Reino de Deus como única esperança real para a humanidade? De todos os grupos religiosos na Terra, qual deles cumpre esses requisitos?’ Os fatos mostram claramente que são as Testemunhas de Jeová. — Leia Isaías 43:10-12.
    Resposta:
    As Testemunhas de Jeová baseiam seus ensinos em bases bíblicas erradas além de seguirem doutrinas e tradições humanas, incluive, o nome Jeová.
    O grupo que pratica o amor e exerce fé e não faz parte do mundo de pecado é o grupo constuído de pessoas que nasceram de novo pela palavra de Deus e tem o Espírito Santo. Ou seja, não é uma denominação religiosa.
    Os fatos mostram claramente que não se trata nem de longe das Testemunhas de Jeová.